12 dicas para ser um desenhista freelancer

12 dicas para ser um desenhista freelancer

“Dá pra viver como desenhista ou ilustrador?” A gente ainda ouve muito essa pergunta, tanto de quem não desenha, quanto de desenhistas iniciantes. Por isso, resolvemos trazer 12 dicas de como você pode conseguir trabalhos e viver como desenhista freelancer.

Se você tem vontade de transformar o seu hobby em profissão, mas tá na dúvida por onde começar ou não sabe o que fazer pra conseguir o primeiro job, aqui vão algumas maneiras que podem te ajudar a transformar esse cenário.

 

Faça um portfólio

O portfólio é, sem dúvida, a primeira coisa a se fazer. Ele serve para seu possível cliente entender o que você faz e conhecer o seu estilo. No caso de agências ou estúdios que buscam por ilustradores, um bom portfólio vai contar mais que um currículo cheio de informações.

ser desenhista freelancer

E pra já começar se destacando, você pode ver como elaborar e turbinar seu portfólio nesse IlustraCast.

 

Conte para todo mundo

Diga aos seu amigos e familiares o que você faz, seja caricatura, retrato ou qualquer outro estilo. Desenhe-os, marque-os no seu facebook ou dê de presente. Possivelmente, eles serão seus primeiros clientes.

Participando de forma mais ativa nas redes sociais, você começa a criar vínculos com seus clientes, além de possibilitar que acompanhem seus trabalhos. Tente criar uma interação com eles e ter algum tipo de feedback.

Vale a pena dar uma lida num artigo em que o Ivan falou sobre como divulgar os desenhos de maneira mais eficiente.

 

Participe de grupos

Conhecer pessoas que estão no mesmo barco é fundamental. Você vai criar um networking, se conectar com mais pessoas e ver como elas lidam com problemas similares aos seus. Sem contar que quanto mais gente conhecer seu trabalho, mais gente poderá te indicar.

                                                                               (grupo de mentoria do Ivan Querino)

 

Faça UM trabalho gratuito

A experiência vem com a prática. Para consegui-la, se ofereça para fazer algum trabalho para um amigo. Assim, você começa a ver como lidar com certos aspectos, tais como prazos e exigências do cliente.

Mas tome muito cuidado para não deixar isso se tornar um hábito, as pessoas tendem a achar que desenho é apenas um hobby. E cabe a você mostrar o contrário.

 

Tenha cartões de visita

É a melhor forma de fazer alguém se lembrar de você e ter seu contato pra quando chegar a ocasião certa. Dizer da boca para fora o número do seu celular pode muitas vezes cair no esquecimento.


 

Escolha um nicho

Depois de praticar bastante e testar alguns estilos de desenho, você vai ver quais são as suas habilidades. Sabendo disso, é hora de pensar em que tipos de freela você gostaria de fazer e para que tipo de cliente você quer trabalhar.

O nicho é exatamente a junção dessas três coisas:

suas habilidades + o que gosta de fazer + clientes que precisam do seu trabalho

 

Envie o portfólio

Pesquise por estúdios ou agências dentro do nicho que você quer trabalhar, e conheça os serviços que eles oferecem. Mande seu portfólio para que elas conheçam o seu trabalho e tenham seu contato direto.

 

Aproveite as datas especiais

As data comemorativas são ótimas ocasiões para dar presentes personalizados. Aproveite o dia das mães, dos namorados ou Natal para criar desenhos temáticos e depois vendê-los nessas épocas.


 

Faça parcerias

A ideia é se juntar com outros artistas ou até mesmo com quem oferece outros tipos de serviços e produtos, de modo a oferecer descontos e vantagens para seus clientes.

 

Cadastre-se em sites

Outra maneira bem objetiva de procurar por projetos é através de sites de freelancers. Hoje em dia já são bem conhecidos, fazendo com que sempre tenha diversos tipos de job disponíveis.

Vou deixar três opções aqui para te facilitar:

WORKANA

99freelas

Upwork

 

Participe de feiras

A internet é muito boa para se divulgar, mas participar de eventos é uma forma de atingir um novo público, de acordo com a circulação de pessoas. Além de ser uma excelente forma também de se aproximar dos clientes, trocar idéias e criar vínculos.

 

Prepare-se para aprender sempre

O trabalho de desenhista freelancer nos obriga estar sempre em busca de conhecimentos. A prática diária do desenho é fundamental, mas não é suficiente. É importante se estruturar e se preparar para encarar o desenho como profissão.

Busque um mentor para te guiar e orientar nesse momento. A experiência de vida dele pode ser um atalho para você. O ideal é que você use os erros do outro para se poupar de algumas decisões erradas e ter um retorno mais a curto/médio prazo.

Te garanto que seguindo essas 12 dicas, você vai estar bem mais preparado para receber encomendas a qualquer momento e se tornar um desenhista freelancer. 😉

E se você já segue algumas delas, mas quer crescer como profissional e ganhar dinheiro de uma vez por todas, vou te deixar um link especial aqui. Para participar de um grupo, com 30 dias de mentoria com o Ivan Querino!

Saiba mais sobre a Mentoria para desenhistas.

Ps. Esse link não vai estar disponível por muito tempo.

Bom, me conta aqui nos comentários se você já segue essas dicas e o que funcionou melhor para você! E não deixe de compartilhar com aquele amigo que tá querendo viver de desenho também!

Compartilhe:
Raiana Cassiano

Desenheira, Arte-educadora, ilustradora científica e tatuadora. Jogadora de Mario kart e fã do Led Zeppelin.

2
Deixe um comentário

avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
Victor von DoomRafael Recent comment authors
  Subscribe  
Notify of
Rafael
Visitante
Rafael

Não sou desenheiro, mas como designer, essas dicas se aplicam muito bem na minha área, especialmente se tratando de trabalhos gratuitos e em questão de site/portfólio. Ótimo texto, deu pra clarear mais algumas coisas. =D

Victor von Doom
Visitante
Victor von Doom

Dicas preciosas para quem está iniciando!