3 pessoas que se revelaram brilhantes desenhistas (o #3 é uma criança)

3 Exemplos inspiradores para desenhistas

Você esconde habilidades brilhantes?

Apesar de existir gente que, mesmo não sabendo o que quer da vida, acredita que terá sucesso escolhendo uma boa faculdade, algumas pessoas acabam se descobrindo em sua espontaneidade. Fazem o que gostam, e acabam desvendando uma habilidade que dá muito certo.

Foi bem isso que aconteceu com esses três caras a seguir. E um deles é uma criança.

Continue lendo e descubra como eles surpreenderam geral com suas brilhantes habilidades.

1. José Sidney dos Santos

brilhantes

Reprodução/Caio Gomes Silveira (G1)

Sidney é um morador de rua que decidiu usar uma biblioteca como Ateliê. O silêncio foi o fator gritante para ele escolher o local para criar seus trabalhos. Porém, sua vida nem sempre foi tão silenciosa.

Ele já foi alcoólatra e usuário de entorpecentes. Filho de um pai também alcóolatra, ele se tornou dependente das drogas após uma depressão. Influenciado por suas más companhias, Sidney passou a morar na rua há 30 anos atrás.

O mais incrível é que mesmo vivendo miseravelmente pelas ruas, ele fazia cursos de desenho.

Enfim, o vício da arte venceu o vício das drogas.  Ajudado por um professor de arte e um amigo, o morador de rua decidiu parar de desperdiçar o seu talento e recomeçar a fazer aquilo que era um antigo prazer: desenhar.

Hoje, seus desenhos brilhantes trazem uma realização pessoal impagável. Porém, Sidney sonha em conseguir comprar uma casa simples e confortável para viver e, dessa forma, sair das ruas.

Como a arte pode transformar as pessoas!

2. Emilio Dantas

 

Reprodução/Arquivo Pessoal

brilhantes

Um garoto canhoto com um avô que comprava canetinhas e papel para eles desenharem juntos. Este é Emilio Dantas.

Mas a questão é que ele não é um pintor famoso. Se você não conhece ele (eu não conhecia), Emilio é um ator da Globo que trabalha na novela Além do Tempo. Suas habilidades brilhantes vieram à tona quando ele começou a postar desenhos no Facebook e no Instagram.

O interessante é que ele foi mais no olhômetro: acompanhava os seus artistas de referência pelo YouTube e comprava os materiais que eles usavam em seus trabalhos.

Sem muita técnica, Emilio é fã de desenho com nanquim (este artigo fala sobre isso e sobre tudo o que você precisa de básico para trabalhar como um profissional da Disney).

3. Ricardinho

brilhantes

Reprodução/Caio Gomes Silveira (G1)

brilhantes

Dos três brilhantes, este foi o que mais me impressionou. E não só a mim, mas também a uma tradutora que mora na Itália.

Saca só: Ricardinho é um menino tagarela de 11 anos capaz de desenhar coisas que só pessoas de 14 anos costumam começam a fazer.

E tudo começou com uma brincadeira: desde os 6 anos, ele se divertia competindo na escola com os coleguinhas para saber quem desenhava melhor.

Não ia demorar muito.

O garoto apareceu em uma reportagem do G1 mostrando os seus desenhos e disse que seu sonho de consumo era ter um estojo de lápis de cor importado. Uma tradutora brasileira na Itália viu e mandou direto de Milão o presente para o desenhista mirim.

Já to vendo um artista que vai longe.

Compartilha esse texto com alguém, com certeza ele vai inspirar seus amigos

FONTES: G1 (1 e 2) e Gshow.
Compartilhe:
Paste your AdWords Remarketing code here