3 Fatos que provam que você pode desenhar mesmo sem ter o dom

3 Fatos que provam que você pode desenhar mesmo sem ter o dom

Você tem ou não o dom pra desenhar?

Isso realmente importa?
 
Nesse artigo eu vou te mostrar 3 argumentos que eliminam de vez esse mito.

Muita gente acha que nasceu fadado a derrota por gostar de desenhar mas não ter o dom pra isso e acaba se contentando com uma vida medíocre passando o dia todo fazendo o que não gosta...

O grande objetivo aqui é mostrar que ter ou não o dom não faz a menor diferença na busca pelo sucesso na profissão, o que você precisa pra aprender a desenhar é somar 3 fatores fundamentais:

 Se você aliar essas 3 palavras, com certeza você vai conseguir alcançar qualquer objetivo, e isso vale pra tudo, não só pra desenho, mas pra quem quer tocar guitarra, fazer esgrima, surfar ou pilotar um avião.
 
O dom até existe, mas não é ele que determina o seu sucesso.
 
Mas pra ilustrar melhor isso tudo, vamos ao que interessa:
 

1 - "Mão Santa" NÃO é um elogio

Você já deve ter ouvido falar do Oscar Schmidt, o maior jogador de basquete que o Brasil já teve, um dos poucos estrangeiros que tem as mão eternizadas no Hall of Fame do basquete americano ao lado de Magic Jhonson, Michael Jordan, etc..

Até hoje, por ser um dos maiores cestinhas da história, o Oscar é conhecido no Brasil como o "Mão Santa", ou seja, as pessoas e mídia, com a intenção de elogiar, atribuíram a habilidade que ele tinha de arremessar à um dom divino.

O que as pessoas não sabem é que, durante mais de 20 anos, ao final de cada treino, ele treinava 1000 arremessos livres, todo dia, 7 vezes por semana, durante 20 anos...

Chamar um cara desse de "Mão Santa" é quase uma ofensa a todo esforço que ele teve pra chegar onde chegou.

Quer mais exemplo? 

Por mais que Usain Bolt tenha "nascido pra correr", você acha que ele teria conquistado tudo o que conquistou sem treino? Óbvio que não.

Jimi Hendrix não largava a guitarra nem pra comer, Leonardo da Vinci estou por 16 anos antes de pintar a Santa Ceia...

Nesse artigo eu mostro mais alguns exemplos de pessoas de sucesso que treinaram muito antes de chegar lá...

Mas vamos para o próximo argumento 😉

2 - O "dom" pode até atrapalhar

Por volta de 2004 ou 2005, na turma em que eu dava aula de desenho haviam dois adolescentes, um menino e uma menina, acho que tinha uns 16 anos de idade.

Os dois estavam na mesma turma do curso, gostavam do mesmo estilo de desenho mas era nítido que o menino tinha mais facilidade nos exercícios que a menina, ou seja, ele "tinha o dom".

A perfeição no desenho só vem através de muita repetição, eu sempre peço isso nas aulas e lembro de pedir pelo menos 10 repetições do mesmo exercício pra todos os alunos.

Ele me trazia 3 repetições e a terceira já estava legal.

Ela me trazia 30 e trigésima estava muito melhor que a terceira do menino.

O fato de ter o dom, simplesmente fez com que o menino se acomodasse enquanto a menina, por "não ter o dom" se dedicou até conseguir.

Resumindo:

Na última vez que tive notícia dos dois, ele trabalhava com o pai numa oficina mecânica e ela desenhava numa produtora de games.

Provavelmente você não precisa de mais argumentos, mas esse último é sobre mim.

3 - Ele não tem jeito pra coisa

Essa foi a frase que a minha professora de geografia ouviu do dono de uma escola de desenho quando mostrou pra ele um desenho meu.

Quando eu estava na sexta série em uma escola pública aqui de Santo André, o dono de uma escola de desenho da região resolveu fazer um concurso de desenho e premiar os 3 melhores com bolsas de estudo na escola dele.

Eu já desenhava as capas de trabalho, os cartazes, já era conhecido por desenhar e todo mundo achava que eu tinha o "dom" e que uma daquelas vagas seria minha.

Desenhei um Wolverine e não fui selecionado, minha professora, indignada, achou injusto e foi perguntar pro desenhista porque eu não tinha sido escolhido. Ele disse exatamente essa frase:
- Ele não tem jeito pra coisa.

Se eu tivesse me convencido disso, ou tivesse colocado a culpa em Deus por não ter me dado o dom, com certeza não estaria aqui hoje te escrevendo isso.

Eu simplesmente aliei minha VONTADE ao meu OBJETIVO, busquei INFORMAÇÃO e ME DEDIQUEI tendo ou não "jeito pra coisa"

Isso aconteceu há mais de 20 anos, de lá pra cá, eu fiz um monte de curso, li um monte de livro, tive muitos mentores, trabalhei em muitos projetos e ajudei milhares de pessoas a aprenderem a desenhar mesmo sem ter jeito pra coisa através de um método simples e objetivo.

E agora que você já percebeu que ter ou não o dom, não faz diferença, eu quero te dar a INFORMAÇÃO pra que você se DEDIQUE e realize seu SONHO de aprender a desenhar.

Clica nesse link pra assistir uma vídeo aula que eu gravei mostrando na prática o meu método pra desenhar qualquer coisa.

 
Anota aí:
O sucesso é inevitável quando você soma informação, técnica e muito treino

Compartilha esse artigo com aquele seu amigo ou parente que acha que só se dá bem na vida que nasceu virado pra lua e deixa aqui nos comentários a sua história relacionada ao "dom"

Compartilhe:

Ilustrador, Professor, Palestrante e Empreendedor. Apaixonado por Futebol, Música e Família, não necessariamente nessa ordem.

  • Eu sei que vc fez o curso do Gun, então é puramente #HARDWORK

  • ernandes

    E verdade professor Ivan eu nasci com essa predisposição kk vamos dizer né pra desenhar sempre ouvi isso de que vç tem o dom de desenho, mais realmente se não fosse os treinos eu taria muito atrás da galera que não tem o dom digamos assim mais pratica muito

  • Allan Silva

    Excelente assunto, tava com essa parada na cabeça, tirou minhas dúvidas !
    Super apoio esse projeto ! Já ta compartilhado .
    Sucesso pra vc obg!

  • Jefferson Farias

    Cara, eu me inspiro em vc !! todos os dias eu treino, antes de ir trabalhar, quando volto dele…por me eu nem ia,só para poder treinar e treinar mais!! sou louco para trabalhar com desenho o mais rápido possível, por isso faço isso, treino !!! sou aluno do IL.PRÓ e seu ilustracat está me ajudando ainda mais!! sucesso ainda mais para vc ivan !!! quando eu tiver meu primeiro cliente, prometo que mando uma msg para vc agradecendo !!!

  • Lucas Castaheiro

    Cara vivem dizendo q eu tenho o dom…..mas é bem oq tu disse to no 5º ano mas me mato desenhando desde o 1º ano…….
    Agr mudando de assunto me inspiro em vc, desenho antes de ir a aula, depois e vlw tu q me deu a tecnica e continua assim……

  • Felipe Viveiros da Rocha

    Adorei o podcast.
    Você bem que poderia passar umas recomendações de leituras tanto sobre o assunto quanto sobre artistas para um começo de leitura e conhecimento nessa área.

  • Wesley Paulo

    Cara..eu nem sei como eu vim parar aqui kkk no seu site..enfim …comecei a ouvir ..e deixei tocando ai ..kkk’ eu sou de uma area bem distante do desenho…eu curto mais programação mas gostei das coisas que você falou hehe’ Meu like aew e sucesso pra vc abraço flws!

    • Valeu Wesley, muitas coisas aí se aplicam para qualquer área 😉

  • Thiago pereira

    Muito boas as dicas.

  • Lucy Dolácio

    Ivan, vc falou tudo agora, porque eu tenho 50 anos e aos 5 anos de idade eu trouxe para casa um patinho de argila que eu fiz na escola, todo meio torto feioso, mas como era um pato, os meus pais fizeram uma festa me pondo para cima me elogiando e dizendo que eu tinha o dom para aquilo a vida seguiu e eu continuei fazendo tudo voltado para arte!
    Cheguei até a ter uma escola de pintura só que acabou que a vida seguiu outros rumos talvez porque eu não tinha acreditado, no que você falou, que tem que insistir treinar treinar insistir … principalmente no desenho porque eu passei para pintura porque tinha Preguiça de treinar tanto desenho a minha vida acabou seguindo outro rumo e hoje eu sou professora de inglês…
    Mas agora aos 50 que eu tô assistindo as suas aulas para começar do zero e desenhar e desenhar e desenhar e treinar e treinar porque é isso que eu gosto da minha vida por isso, como você disse aí dos dois exemplos, não basta ter só o dom, não basta ter talento, precisa treinar insistir e acreditar!
    Valeu Ivan! Muito legais as suas palavras!!
    Lucy Dolacio

    • Você não tem idéia de como eu fico feliz em ler comentários como o seu Lucy, são eles me motivam a continuar treinando e treinando cada vez mais pra poder compartilhar cada vez mais… muito obrigado pelo comentário.

  • Jorge Deccache F

    Estava precisando ouvir esse podcast hoje.

  • José Lopes

    Belo podcast

  • Afonso

    Você falou tudo ai… Adorei mesmo e concordo com as suas idéias e teorias!
    Vou passar a treinar mais o desenho e ficar bom e melhor dos que têm o “dom”!
    Obrigado Ivan por esse podcast e continue com trabalho incrível!

  • Kleber Salviati

    Um exemplo que eu sempre penso, mas que infelizmente é triste, é a história do Adriano Imperador. Tinha o dom, teve todas as oportunidades, e acabou se perdendo na carreira e principalmente na vida.

  • Maria Joana

    Pois é…Nada supera o esforço e a disciplina. Acredito que o dom exista para te dar mais facilidade para atingir os objetivos. Entretanto, como você disse, ele pode te acomodar. Me lembra muito a história da lebre e da tartaruga. A lebre tinha “o dom” para correr, e veja só no que deu. Relacionando essa questão com o mundo que vivemos, eu arrisco em dizer que é preferível não termos “dom” algum. Somos naturalmente narcísicos, e sabermos que já somos bons em algo, pode nos fazer cair dentro do lago ao nos olharmos no nosso reflexo.

  • roberto barroco

    Oi Querino… concordo com você sobre esse negócio de “dom”… mas gostaria de abordar outra coisa que aconteceu comigo e lógico com outras pessoas… não basta você conhecer, ter a técnica, etc…. para conseguir viver do que gosta é preciso ter outros conhecimentos como abrir uma firma, como captar clientes como seu negócio ser auto-sustentável… isso realmente aconteceu comigo 2 vezes e que me deixa com medo de tentar novamente.
    Grande abraço a todos!

    • Com certeza Roberto, mas o que eu quis abordar nesse artigo é o fato de que as pessoas colocam a culpa no dom pelos ´próprios fracasso… a partir dessa mudança de pensamento é que vem o estudo e o preparo 😉

  • Rosa Maria Ribeiro

    Amei… isto não é religião é inteligencia… viver a cada dia… assim fazemos nossa parte e Deus faz a Dele… rsrsrs… concordando em número, genero e grau… muito bom…

  • Alba Jade

    Que ótimo escutar suas palavras pois estou treinando muito e com alguns detalhes , tenho você um belo professor e mesmo com uma certa idade (52 rs) sou especial neurologicamente (Asperger) e ainda acredito que vou me sair muito bem, pois encontrei você Ivan! Obrigada pela oportunidade!

    • Eu que agradeço Alba e você deve saber que o Messi também tem Asperger né? o que vale é sua paixão e seu foco o resultado é consequência 😉

  • Matheus M.

    Saudações, Ivan Querino. Sou Matheus Marques, tenho 22 anos, sou autista Asperger, e andei acompanhando seu trabalho durante um bom tempo.

    Eu já tinha visto antes esse seu IlustraCast, e foi um dos podcasts seus que mais me chamou atenção. O que é mais explícito é o trabalho e dedicação. Acertei?

    Acabei gostando deste humilde espaço, e é um grande informativo pra quem almeja saber a desenhar.

    Se quiser saber mais, eu tenho um vasto material de uma coleção de desenhos meus, que ainda está inacabada, e é um fruto de dedicação de 5 anos, mais ou menos.

    Sei que você é um cara que cumpre o que faz, e às vezes tem um jeito divertido e alegre de ensinar e falar nos seus vídeos do YouTube. Porque você mostra quem realmente é de verdade, um cara empenhado com o que gosta.

    Eu tinha tentado falar contigo no Facebook, mas você ficou de me responder. Eu quero ter um contato mais direto contigo, mas como eu faço? Pois eu acabei gostando de você e do
    seu trabalho, rsss.

    Se der, numa outra oportunidade a gente troca mais idéias daqui pra frente, falou?

    Melhores atenções,

    Matheus Marques.

    • Fala Matheus, obrigado cara…

      Infelizmente não consigo responder todas as mensagens rápido, recebo muitas todo dia e sempre que consigo respondo, mas você pode mandar aqui pelo formulário do site mesmo que assim que der eu respondo por e-mail, ok?

      Valeu por acompanhar cara e o segredo é esse mesmo, alinhar um método correto a muito trabalho e dedicação 😉

      VALEU

      • Matheus M.

        Opa, Ivan, valeu pelo retorno. Mas acontece que não consegui achar o formulário do site.

        Como eu disse, quero te mandar meus desenhos pelo Facebook. Pode ser pelo teu perfil pessoal mesmo? Eu já tenho os links dele, mas posso te mandar?

        Melhores atenções,

        Matheus Marques.